As implicações da gestão do demurrage


Demurrage ou sobre-estadia de contêineres, que no Brasil é aplicada na importação, é um custo diário pelo uso do contêiner para armazenar o produto importado, após  o término do prazo livre acordado.business man with shipping containers

De certa forma é o custo da ineficiência pela demora em nacionalizar a importação e retornar o contêiner vazio ao depósito indicado pelo armador. Ou ainda, o custo de oportunidade perdida pelo transportador marítimo, pela incapacidade de gerar um novo frete com o acondicionamento de nova carga no mesmo contêiner.

Há indicativos de que uma parcela razoável das importações brasileiras em contêineres pagam demurrage. As razões para incorrer nesse custo podem ser bastante variadas: a falta de informação que determinado processo chegou no porto de descarga; documentos não disponíveis ou errados para iniciar o trâmite de nacionalização; não negociação dos prazos livres quando da negociação dos fretes; falta de recursos para o pagamento dos valores devidos; aguardo de uma taxa de câmbio mais favorável; exigências de documentos ou laudos previstos ou não; demoras dos órgãos de fiscalização; problemas operacionais nos terminais por onde a unidade passa; greves; burocracias etc., etc.

Talvez se não existissem todos esses motivos para gerar demurrage, outras barreiras seriam erguidas para a geração desta importante receita para o transportador marítimo como, por exemplo,  prazos livres mais curtos.

O ponto que se busca salientar é de que o custo de demurrage significa a redução de competitividade do produto importado ou o produto que este compõe no seu mercado de venda.

Se por um lado o armador busca o ciclo mais curto de uso do ativo – contêiner -, cabe ao pagador do demurrage, o importador,  conhecer de ponta à ponta o processo de importação dos seus produtos e assim, tomar a decisão consciente se de fato manter o produto armazenado no contêiner é a alternativa mais eficiente.

Com processos de liberação da importação claros e mensuráveis, conhecidas as diferenças por produto, porto, terminal de descarga ou armazenagem, então as escolhas de fornecedores podem sofrer a influência dos melhores indicadores de desempenho. Com a busca por melhoria contínua no processo de importação, é possível evitar outros custos, maiores ainda, como a armazenagem portuária.

Estabelecidos indicadores de desempenho inclusive para o transportador rodoviário, que devolve o contêiner vazio e assina a guia de entrega, há condições de calcular o valor devido, quando for o caso, e acrescentar o custo de demurrage ao custo do produto importado no fechamento do processo de importação, sem surpresas futuras.

Portanto, como está a gestão do demurrage na sua empresa?

Para o agente de cargas há material educativo  para a  gestão do demurrage aqui.

A Pratical One lança a plataforma ONEmoves para que agentes de cargas,  importadores e recebedores gerenciem de maneira mais produtiva e automatizada seus processos de demurrage.

ONEmoves

Cadastre-se e teste gratuitamente ou entre em contato.


Categorias: Cabotagem, Custos, Importação, Marítimo de Longo Curso

Tags: , , , ,